Quarta-feira, 1 de Dezembro de 2010

Moinhos de Água

Desde tempos imemoriais que o Homem sentiu a necessidade de transformar os cereais que recolhia ou cultivava, na farinha que depois daria origem a um dos alimentos base que era o pão.
      Certamente que a primeira forma encontrada para transformar os grãos e sementes, numa forma mais fácil de ingerir, foi através do sistema de trituração. Para isso, bastava a utilização de duas pedras, uma fixa e outra que seria manuseada à mão por qualquer pessoa. A este tipo de utensílios podemos chamar os trituradores. Era um sistema totalmente manual e rudimentar, no qual podemos incluir as mós planas e os rebolos, assim como os seus derivados que são os almofarizes e os pilões.
      Os vestígios mais antigos deste tipo de utensílios remontam às jazidas natufenses da Palestina, datadas de aproximadamente 10.000 a.C.. Contudo, existem registos da sua utilização em outros locais, tais como no Egipto, na Pérsia, na Grécia e um pouco por toda a Europa, incluindo algumas jazidas arqueológicas do período neolítico em Portugal.
      Estes tipos de sistemas de trituração, continuam a ser utilizados hoje em dia, nomeadamente por  alguns povos de África. Em Portugal, a sua utilização encontra-se documentada até á década de 70, nas regiões de Paredes de Coura e ilhas da Madeira. Como derivado destes sistemas, encontrava-se o chamado pio. Este utensílio era muito semelhante aos anteriores, sendo contudo manejado com o pé. A sua utilização teve grande difusão em Portugal, nomeadamente no norte do território. Existem documentos da sua utilização nas serras do Barroso, Padrela, Marofa, assim como em algumas zonas dos distritos de Vila Real e Viseu, até épocas relativamente recentes.

 

http://moinhosdeportugal.no.sapo.pt

publicado por Trasmontesdepaisagens às 09:31

link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De euroluso a 4 de Dezembro de 2010 às 23:13
Que belo moinho! Fica na Curalha, concelho de Chaves?

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Ermida Nª Sra do Carmo

. Farol do cabo de São Vice...

. Menir de Outeiro

. Sobreiro

. Castelo de Belver

. Sé da Guarda

. Castelo de Barbacena

. Moinho

. Pelourinho de Barbacena

. Depois da Festa das Flore...

. Vida no Campo

. Fruta Laminada

. Miradouro de São Leonardo...

. True colors

. Carabelho ou Pica-porta

. Capela - Ferreira do Alen...

. Canastro ou espigueiro

. Janela Portuguesa

. Barco

. Castelo de Óbidos

.arquivos

. Março 2017

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Junho 2014

. Maio 2014

. Setembro 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.tags

. todas as tags

.links

.Visitas

Criar site

.Live Traffic (since 6-2-16)

Flag Counter
Protected by Copyscape Online Plagiarism Detector