Segunda-feira, 29 de Fevereiro de 2016

Pelourinho de Barbacena

IMG_0813.JPG

A povoação de Barbacena foi definitivamente reconquistada pelo rei D. Sancho II, na primeira metade do século XIII. O povoamento do burgo, possivelmente desenvolvido sobre um castro pré-romano, fez-se a partir da doação de Barbacena a D. Estêvão Anes, Chanceler-Mor de D. Afonso III, casado com uma filha ilegítima do monarca, e senhor do Alvito, no ano de 1251. O primeiro foral de Barbacena é outorgado pelo seu novo senhor em 1273, ainda durante o reinado afonsino. Em 1519, D. Manuel daria novo foral à vila, na sequência do qual se terá erguido o actual pelourinho, de clara tipologia manuelina, embora consideravelmente rústico. Segundo reza a tradição, antes deste existir a forca seria levantada na Rua da Boavista.
O pelourinho assenta num pedestal de três degraus quadrados, de parapeito, muito desgastados, e numa base circular com duas molduras, sobre a qual se levanta a coluna. Esta possui fuste cilíndrico liso, algo atarracado, em dois troços de altura idêntica, unidos por um largo anel. O capitel é prismático, e decorado com duas fiadas de botões entre molduras. Sustenta um singelo remate em pirâmide de planta hexagonal, encimado por uma pequena esfera. Conserva ainda os ferros de sujeição entre o capitel e o remate, compostos por quatro braços em cruz, terminando em serpes, e apresentando argolas.

 

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 28 de Fevereiro de 2016

Depois da Festa das Flores

IMG_0726.JPG

 

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 27 de Fevereiro de 2016

Vida no Campo

IMG_0793.JPG

 

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2016

Fruta Laminada

IMG_0737.JPG

 

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 23 de Fevereiro de 2016

Miradouro de São Leonardo da Galafura

leonardo galafura.jpg

À Beleza

Não tens corpo, nem pátria, nem família,
Não te curvas ao jugo dos tiranos.
Não tens preço na terra dos humanos,
Nem o tempo te rói.
És a essência dos anos,
O que vem e o que foi.

És a carne dos deuses,
O sorriso das pedras,
E a candura do instinto.
És aquele alimento
De quem, farto de pão, anda faminto.

És a graça da vida em toda a parte,
Ou em arte,
Ou em simples verdade.
És o cravo vermelho,
Ou a moça no espelho,
Que depois de te ver se persuade.

És um verso perfeito
Que traz consigo a força do que diz.
És o jeito
Que tem, antes de mestre, o aprendiz.

És a beleza, enfim. És o teu nome.
Um milagre, uma luz, uma harmonia,
Uma linha sem traço...
Mas sem corpo, sem pátria e sem família,
Tudo repousa em paz no teu regaço.

Miguel Torga, in 'Odes'
publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2016

True colors

10983193_857879214249289_7898569334297587548_n.jpg

 

tags:
publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito (1)
|
Domingo, 21 de Fevereiro de 2016

Carabelho ou Pica-porta

10001507_666448650059014_876073936_n.jpg

 

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 20 de Fevereiro de 2016

Capela - Ferreira do Alentejo

10410366_713360638701148_4313728620923161518_n.jpg

Capela do Calvário ou de Santa Maria Madalena ou Igreja das Pedras
Trata-se de um pequeno edifício de arquitectura sui generis cuja localização originária se situava na Rua do Calvário, a sul da vila. O templete, considerado o ex-libris da vila de Ferreira do Alentejo foi, em finais do séc. XIX, apeado e reconstruído no sítio onde hoje se ergue, no início da Avenida Gago Coutinho e Sacadura Cabral.
Trata-se de uma construção de planta cilíndrica, de alvenaria alvinitente e de abóboda cúpular, semi-esférica, sobrepujada, axialmente, por uma lanterneta hexagonal, de pequenas pilastras e remate seccionado com sinal do Redentor, de ferro forjado. Por todo o cilindro, mas sobretudo na cobertura, avistam-se dezenas de pedrinhas, cravadas ao natural, que assinalam a versão bíblica do lançamento de pedregulhos pelo povo hebreu ao Salvador, durante a via-sacra e o caminho do Calvário.

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2016

Canastro ou espigueiro

10600575_727598023944076_9091902399833032641_n.jpg

O canastro é um elemento da cultura popular galaico-portuguesa.

Em Portugal temos apenas duas terminologias, canastro e espigueiro Na Galiza temos: paneiras oupiornos(Salnés), canastros (Ourense), graneiras, cabanas, canizos, sequeiros, caroceiros,cabazos(Serra do Faro), cabozos (A Marinha), cabasos (Costa da Morte), cabaseiras (Costa da Morte),cabaceiras (Ourense), celeiros,canizos (Vale Miñor), etc..

O rudimentar canastro de varas serviu as exigências dos agricultores até ao século XVII – frágeis e de pequenas dimensões – mas com o desenvolvimento da cultura do milho a sua arquitectura alterou-se para dar respostas mais satisfatórias e é a partir do século XIX que sua construção se implementou com modelos tal como os conhecemos hoje.



tags:
publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2016

Janela Portuguesa

10354734_730390296998182_4883706735255248625_n.jpg

O que haverá por trás de uma janela? Será um olhar que espia a vida ou a vida que busca um olhar?

Roseli de Abreu

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Ermida Nª Sra do Carmo

. Farol do cabo de São Vice...

. Menir de Outeiro

. Sobreiro

. Castelo de Belver

. Sé da Guarda

. Castelo de Barbacena

. Moinho

. Pelourinho de Barbacena

. Depois da Festa das Flore...

. Vida no Campo

. Fruta Laminada

. Miradouro de São Leonardo...

. True colors

. Carabelho ou Pica-porta

. Capela - Ferreira do Alen...

. Canastro ou espigueiro

. Janela Portuguesa

. Barco

. Castelo de Óbidos

.arquivos

. Março 2017

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Junho 2014

. Maio 2014

. Setembro 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.tags

. todas as tags

.links

.Visitas

Criar site

.Live Traffic (since 6-2-16)

Flag Counter
Protected by Copyscape Online Plagiarism Detector