Quinta-feira, 3 de Março de 2016

Sé da Guarda

IMG_0761.JPG

 

tags: , ,
publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 28 de Fevereiro de 2016

Depois da Festa das Flores

IMG_0726.JPG

 

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2016

Fruta Laminada

IMG_0737.JPG

 

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2016

Piodão

piodao_n.jpg

A aldeia de Piódão, situa-se numa encosta da Serra do Açor. As habitações possuem as tradicionais paredes de xisto, tecto coberto com lajes e portas e janelas de madeira pintadas de azul. O aspecto que a luz artificial lhe confere, durante a noite, conjugado pela disposição das casas, fez com que recebesse a denominação de “Aldeia Presépio”. Os habitantes dedicam-se, sobretudo, à agricultura (milho, batata, feijão, vinha), à criação de gado (ovelhas e cabras) e em alguns casos à apicultura.

tags: ,
publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 9 de Fevereiro de 2016

Papoilas

papoilasn.jpg

Um poema escrito em Maio de 1915, dias depois da segunda batalha de Ipres (Leste da Bélgica), que vitimara milhares de soldados, entre eles o tenente Alexis Helmer, amigo do médico canadiano.

Pouco depois de ter enterrado o amigo, McCrae, sentado nas traseiras de uma ambulância, escreveu em 20 minutos as 15 linhas de um poema que se tornaria elegia aos milhares de jovens que tombaram nos campos de batalha onde nada crescia, à excepção de rubras papoilas. “Nos campos da Flandres crescem papoilas/entre as cruzes que, fila a fila, marcam o nosso lugar (...)”, escreve o médico, narrando a morte em seu redor. O poema termina dizendo: “se trairdes a fé de nós que morremos/Jamais dormiremos, ainda que cresçam papoilas/ Nos campos da Flandres”.

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:03

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2016

Cegonhas

cegonhas_n.jpg

 Cegonha-branca (nome científico: Ciconia ciconia) é uma ave de grande porte da família das Ciconiidae. A plumagem é maioritariamente branca, com preto nas asas. Os adultos têm longas patas vermelhas e bicos vermelhos longos e pontiagudos e medem uma média de 100–115 cm da ponta do bico até ao fim da cauda e 155–215 cm de envergadura de asas. As duassubespécies, que diferem ligeiramente em tamanho, acasalam na Europa (norte até à Finlândia), noroeste de África, sudoeste da Ásia(este para sul do Cazaquistão) e sul de África. A cegonha-branca é uma ave migratória de longa distância, invernando em África desde a África subsariana até à África do Sul ou até mesmo no subcontinente indiano. Ao migrar entre a Europa e África, a ave evita atravessar o Mediterrâneo e faz o desvio pelo Levante a oriente ou pelo Estreito de Gibraltar a ocidente, porque as térmicas de ar das quais a ave depende não se formam sobre a água.

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 7 de Fevereiro de 2016

EN 2

en2n.jpg

Simplesmente a maior "avenida" de Portugal.

A Estrada Nacional nº 2 atravessa Portugal de Norte a Sul e é a estrada de maior extensão do país, tendo o seu início em Chaves (Km 0) e terminando ao Km 738,5 em Faro, passando por onze distritos: Vila Real, Viseu, Coimbra, Leiria , Castelo Branco, Santarém, Portalegre, Évora, Setúbal, Beja e Faro. Atravessa as oito províncias de Trás-os-Montes e Alto Douro, Beira Alta, Beira Litoral, Beira Baixa, Ribatejo, Alto Alentejo, Baixo Alentejo e Algarve.

tags: , ,
publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 4 de Fevereiro de 2016

Janela

IMG_0722.JPG

 

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|

Janela

IMG_0722.JPG

 

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2016

Sinais do tempo

ferro_n.jpg

Dos tropeços e arranhões
que sofremos, apenas ficaram
as cicatrizes ; elas são as lembranças
e a certeza de que, os obstáculos
deixam marcas mas, não são capazes
de deter quem é obstinado em superar desafios.

tags: , ,
publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Sé da Guarda

. Depois da Festa das Flore...

. Fruta Laminada

. Piodão

. Papoilas

. Cegonhas

. EN 2

. Janela

. Janela

. Sinais do tempo

. Castelo de Bragança

. Azulejos

. Paisagem

. Coreto

. Janela

. Moinho de Vento

. Pelourinho de Vila Viçosa

.arquivos

. Março 2017

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Junho 2014

. Maio 2014

. Setembro 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.tags

. todas as tags

.links

.Visitas

Criar site

.Live Traffic (since 6-2-16)

Flag Counter
Protected by Copyscape Online Plagiarism Detector