Domingo, 30 de Agosto de 2009

Torre do Boi

 

A criação de gado foi tão importante que os de Travassos do Rio ergueram a meio do povo uma torre ao boi campeão. Os seus habitantes devem sentir-se orgulhosos também porque Travassos é, depois de Salto, a terra barrosã referida em documentos autênticos e mais antigos: trata-se de dois documentos do Tombo de Celanova, na Galiza, referentes a doações destinadas ao Mosteiro e ambas no termo de Travaços, datadas, respectivamente, dos anos 953 e 976, sendo que numa delas é doadora a própria mãe do bispo São Rosendo! Há 1053 anos!
Muitas vezes “o coração tem razões que a razão não conhece” e assim, por vezes, encontramos canastros, tulhões, cortes de boi, fornos e moinhos feitos com tanto primor e equilíbrio como se de altares ou sacrários se tratasse.

 

Travassos do Rio, Montalegre, 29 de Agosto de 1991 - Notabiliza este lugar um baixo-relevo na torre sineira a figurar a cabeça dum toiro, que foi campeão invencível nas turras do seu tempo e os habitantes, ufanos de tanta valentia, quiseram perpetuar.

Vou remomerando: Cornos das Alturas, Cornos da Fonte Fria, Tourém, Toural, Pitões.

Era assim antanho. Por todo o lado a mesma obsessão a tutelar as consiências. O mal é que o povo, em meia dúzia de anos, deixou apagar nos olhos a imagem viril, e perdeu a identidade. O Barroso de hoje é uma caricatura. Sem força testicular, fala francês, bebe coca-cola, deixou de comer o pão de centeio do forno comunitário, assiste a chegas comerciais, em campos de futebol, com bilhetes pagos e animais alugados. É um nédio boi capado.

 

Miguel Torga -  Diário XVI

 

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 28 de Agosto de 2009

Mosteiro de Pitões de Júnias

Mosteiro de Pitões das Júnias ou de Santa Maria de Júnias, fica entalado num vale, por onde corre o rio Campesinho. Não tem data definida para a sua fundação, mas presume-se que se situe no final do século IX, quando eremitas se estabeleceram nesta região, vindo depois a organizarem-se em comunidades.
Durante a Guerra da Restauração da independência portuguesa, depois de 1640, um ataque do exército espanhol à aldeia de Pitões, terminou com um incêndio que deixou o mosteiro em ruínas, com excepção da igreja. O convento viria a ser recuperado e já no século XVIII, há informação que dá conta de obras importantes na zona conventual, todavia com a extinção das ordens religiosas, em 1834, o convento é abandonado e alguns anos depois deflagra um incêndio que apenas deixa a igreja de pé.
Deste pequeno convento, restam as paredes dos principais compartimentos a algumas arcadas do claustro, a igreja tem ainda o telhado, mas apresenta um aspecto de abandono, apesar de já terem sido feitas obras pela Direcção Geral de Edifícios e Monumentos Nacionais.
Chega-se ao mosteiro por um caminho de pé posto, a partir do cemitério de Pitões.

 

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 27 de Agosto de 2009

Puxador

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 19 de Junho de 2009

Barragem do Alto Rabagão

A barragem do Alto Rabagão, também conhecida por Barragem dos Pisões está localizada no concelho de Montalegre distrito de Vila Real. É alimentada pelo rio Rabagão, foi concluída em 1964, têm uma altura de 94m e um comprimento de coroamento de 1.897 metros, tem uma capacidade de descarga máxima de 500 m³/s. É uma das maiores de Portugal, formando um vasto lago artificial que forma um rectângulo com 4 km de largura por quase 20 de comprimento. Banha a encosta norte da serra do Barroso e é visível dos arredores da sede do concelho.

 

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | favorito
Domingo, 3 de Maio de 2009

Castelo de Montalegre

O castelo de Montalegre tem o início da sua construção atribuída ao rei D. Afonso III, por volta de 1270, mas as obras continuaram nos reinados seguintes e ainda no reinado de D. Afonso IV, por volta de 1330, há referências a obras, nomeadamente à construção da Torre de Menagem.

As preocupações com esta fortificação justificavam-se com a necessidade de defesa da fronteira, do reino de Portugal, de que esta região fez parte a partir da independência e que ao longo de séculos foi ameaçada por Castela.

O local onde foi edificada apresenta testemunhos de uma ocupação remota, provavelmente com um castro pré-histórico e depois pelos romanos, visigodos, muçulmanos e voltou à posse cristã a partir do século VIII.

 

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:01

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 6 de Março de 2009

Ponte

 

 

 

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:30

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Pitões das Júnias

. Capela de Nossa Senhora d...

. Montalegre

. Feira do Fumeiro (Montale...

. Sra.das Treburas

. Parada de Outeiro

. Tartaruga (Geo Monumento)

. Relógio de Sol

. Vilarinho de Negrões

. Cascatas de Pitões de Jún...

. Torre do Boi

. Mosteiro de Pitões de Jún...

. Puxador

. Barragem do Alto Rabagão

. Castelo de Montalegre

. Ponte

.arquivos

. Março 2017

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Junho 2014

. Maio 2014

. Setembro 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.tags

. todas as tags

.links