Domingo, 17 de Outubro de 2010

Enfeitar os sinos, em Brunhoso

Foto:Aníbal Gonçalves

 

É feita na noite de sábado para domingo de Páscoa e consiste em enfeitar os sinos (e a igreja) com flores recolhidas no campo: nabiças, ferranha, mimosa, pilriteiro, giestas, etc. Os rapazes, depois de procederem clandestinamente a esta decoração, tocavam o sino durante toda a noite e todo o domingo.
 

http://descobrirmogadouro.blogspot.com/

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:17

link do post | comentar | favorito
Sábado, 16 de Outubro de 2010

Lenda da Fraga do Poio

A certa distância da aldeia de Brunhoso, concelho de Mogadouro, no caminho do Poio, existe uma grande fraga redonda, com uma grande rachadela, e que é chamada a Fraga da Tecedeira, embora também seja conhecida como a Fraga do Poio.

Contam os mais velhos que, em tempos antigos, houve por aquelas bandas uma luta com os mouros, onde foi raptado um príncipe cristão que tinha amores com uma bela princesa moura.

Passado algum tempo, quando os mouros já se tinham ido destas paragens, apareceu ali a jovem, cheia de desgosto, e refugiou-se na dita fraga, na esperança de o príncipe um dia voltar. Esperou semanas, meses e anos. E depois de tanto esperar, resolveu pedir à senhora Miquelina, que ali passava todos os dias, a ver se lhe arranjava um tear para ocupar o tempo.

A senhora Miquelina, como era a tecedeira mais importante da região, arranjou-lhe então um tear. E dizem que ao passar-lho para as mãos, este transformou-se num tear de ouro. O príncipe nunca mais apareceu, mas ela continuou lá a viver e a tecer no seu tear. Diz-se que ainda hoje espera a chegada do príncipe. E a fraga passou a ser conhecida como a Fraga da Tecedeira.

Na aldeia cumpre-se hoje a tradição de as pessoas mais velhas chamarem as mais novas e perguntarem:

 

 

– Quereis ouvir uma princesa a tecer?

As crianças encostam a cabeça e a pessoa mais velha dá-lhe com ela na fraga.

Elas ficam então com um zunzum na cabeça, e perguntam-lhes:

– Então, ouvistes?

 

 

As crianças dizem que sim. Mas, quer tenham ouvido ou não, aprendem pelo menos que nem em todas as fantasias se pode acreditar. E amanhã, serão elas a transmitir essa mesma lição a outros.

http://mogadouroterragente.blogspot.com/

publicado por Trasmontesdepaisagens às 00:16

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Enfeitar os sinos, em Bru...

. Lenda da Fraga do Poio

.arquivos

. Março 2017

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Junho 2014

. Maio 2014

. Setembro 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.tags

. todas as tags

.links